EN

As propriedades medicinais do limão tahiti

Nenhuma fruta tem valor medicinal igual ao do limão tahiti, o consumo diário e regular desta fruta é profilático e um verdadeiro exilir da longa vida.

Com indicações e emprego em moléstias diversas, com possibilidades de numerosas formas de aplicações internas e externas, o limão tahiti nem sempre é valorizado devidamente pelos profissionais contemporâneos

Geralmente conhecido pela sabedoria popular, que segue tradições e ensino que vêm de nossas avós, o limão tahiti aguarda, tranquilo e sereno, o julgamento da posteridade por uma humanidade mais esclarecida, para desprender-se das “facilidades” do modernismo tecnológico.

O homem moderno, com sua vida estressante e sedentária, extremamente intoxicado, padece com enfermidades orgânicas e funcionais típicas do século. Para impedir ou prevenir que o organismo chegue à doença, necessita alcalinizar seu sangue com sais alcalinos (do qual o limão tahiti é extremamente rico) e expelir os restos ou residuos do seu metabolismo.

Quando isso não acontece, estes resíduos tóxicos e ácidos permanecem no organismo, ocasionando milhares de agravos patológicos.

O limão com seus ácidos facilmente transformados em elementos alcalinizantes e com suas bases, fermentos, vitaminas, fibras e monoterpenos, contribui poderosamente para eliminar esses residuos.